sábado, 15 de dezembro de 2012

Mamãe Noel!!!

Mamãe Noel
Sabe por que Papai Noel não existe? Porque é homem. Dá para acreditar que um homem vai se preocupar em escolher o presente de cada pessoa da família, ele que nem compra as próprias meias? Que vai carregar nas costas um saco pesadíssimo, ele que reclama até para colocar o lixo no corredor? Que toparia usar vermelho dos pés à cabeça, ele que só abandonou o marrom depois que conheceu o azul-marinho? Que andaria num trenó puxado por renas, sem ar-condicionado, direção hidráulica e air-bag? Que pagaria o mico de descer por uma chaminé para receber em troca o sorriso das criancinhas? Ele não faria isso nem pelo sorriso da Luana Piovani! Mamãe Noel, sim, existe.
Quem é a melhor amiga do Molocoton, quem sabe a diferença entre a Mulan e a Esmeralda, quem conhece o nome de todas as Chiquititas, quem merecia ser sócia-majoritária da Superfestas? Não é o bom velhinho.

Quem coloca guirlandas nas portas, velas perfumadas nos castiçais, arranjos e flores vermelhas pela casa? Quem monta a árvore de Natal, harmonizando bolas, anjos, fitas e luzinhas, e deixando tudo combinando com o sofá e os tapetes? E quem desmonta essa parafernália toda no dia 6 de janeiro?
Papai Noel ainda está de ressaca no Dia de Reis. Quem enche a geladeira de cerveja, coca-cola e champanhe? Quem providencia o peru, o arroz à grega, o sarrabulho, as castanhas, o musse de atum, as lentilhas, os guardanapinhos decorados, os cálices lavadinhos, a toalha bem passada e ainda lembra de deixar algum disco meloso à mão?
Quem lembra de dar uma lembrancinha para o zelador, o porteiro, o carteiro, o entregador de jornal, o cabeleireiro, a diarista? Quem compra o presente do amigo-secreto do escritório do Papai Noel? Deveria ser o próprio, tão magnânimo, mas ele não tem tempo para essas coisas. Anda muito requisitado como garoto-propaganda.
Enquanto Papai Noel distribui beijos e pirulitos, bem acomodado em seu trono no shopping, quem entra em todas as lojas, pesquisa todos os preços, carrega sacolas, confere listas, lembra da sogra, do sogro, dos cunhados, dos irmãos, entra no cheque especial, deixa o carro no sol e chega em casa sofrendo porque comprou os mesmos presentes do ano passado?
Por trás do protagonista desse megaevento chamado Natal existe alguém em quem todos deveriam acreditar mais.



O Natal! A própria palavra enche nossos corações de alegria. Não importa quanto temamos as pressas, as listas de presentes natalinos e as felicitações que nos fiquem por fazer. Quando chegue no dia de Natal, vem-nos o mesmo calor que sentíamos quando éramos meninos, o mesmo calor que envolve nosso coração e nosso lar.
Joan Winmill Brown

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

sábado, 27 de outubro de 2012

Halloween




A palavra Halloween tem origem na Igreja católica. Vem de uma corrupção contraída do dia 1 de novembro, "Todo o Dia de Buracos" (ou "Todo o Dia de Santos"), é um dia católico de observância em honra de santos. Mas, no século V DC, na Irlanda Céltica, o verão oficialmente se concluía em 31 de outubro. O feriado era Samhain, o Ano novo céltico. 
Alguns bruxos acreditam que a origem do nome vem da palavra hallowinas - nome dado às guardiãs femininas do saber oculto das terras do norte (Escandinávia).

A brincadeira de "doces ou travessuras" é originária de um costume europeu do século IX, chamado de "souling" (almejar). No dia 2 de novembro, Dia de Todas as Almas, os cristãos iam de vila em vila pedindo "soul cakes" (bolos de alma), que eram feitos de pequenos quadrados de pão com groselha.
Para cada bolo que ganhasse, a pessoa deveria fazer uma oração por um parente morto do doador. Acreditava-se que as almas permaneciam no limbo por um certo tempo após sua morte e que as orações ajudavam-na a ir para o céu.
 a abóbora: simboliza a fertilidade e a sabedoria
a vela: indica os caminhos para os espíritos do outro plano astral.
o caldeirão: fazia parte da cultura - como mandaria a tradição. Dentro dele, os convidados devem atirar moedas e mensagens escritas com pedidos dirigidos aos espíritos.
a vassoura: simboliza o poder feminino que pode efetuar a limpeza da eletricidade negativa. Equivocadamente, pensa-se que ela servia para transporte das bruxas.
as moedas: devem ser recolhidas no final da festa para serem doadas aos necessitados.
os bilhetes com os pedidos, devem ser incinerados para que os pedidos sejam mais rapidamente atendidos, pois se elevarão através da fumaça.
a aranha - simboliza o destino e o fio que tecem suas teias, o meio, o suporte para seguir em frente.
o morcego - simbolizam a clarividência, pois que vêem além das formas e das aparências, sem necessidades da visão ocular. Captam os campos magnéticos pela força da própria energia e sensibilidade.
o sapo - está ligado à simbologia do poder da sabedoria feminina, símbolo lunar e atributo dos mortos e de magia feminina.
gato preto - símbolo da capacidade de meditação e recolhimento espiritual, autoconfiança, independência e liberdade. Plena harmonia com o Unirverso
Cores:
Laranja - cor da vitalidade e da energia que gera força. Os druidas acreditavam que nesta noite, passagem para o Ano Novo, espíritos de outros planos se aproximavam dos vivos para vampirizar a energia vital encontrada na cor laranja.
Preto - cor sacerdotal das vestes de muitos magos, bruxas, feiticeiras e sacerdotes em geral. Cor do mestre.
Roxo - cor da magia ritualística.

Crédito, Ilove

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Frase do dia!!!!




Frase do dia!!!


"Não quero que o tempo volte, nem que as lembranças magníficas já vividas se repitam, só quero novas histórias: Maiores e Melhores"!!!!

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Até que um dia surgiu um cara que presta!!!!


Ministro do STF  Joaquim Barbosa..
Relator do mensalão comandará Supremo...

Batman é para os fracos! Meu Herói é negro,  usa toga preta e está em Brasília...


Ex faxineiro...Ele limpava banheiros no TRE do DF.Filho de uma dona-de-casa e de um pedreiro...Dividia o tempo entre os bancos escolares e a faxina no TRE do Distrito Federal.Apaixonado por línguas.Um dia, o mineiro, na certeza da solidão, cantava uma canção em inglês enquanto limpava o banheiro do TRE.Naquele momento, um diretor do tribunal entrou e achou curioso uma pessoa da faxina ter fluência em outro idioma.A estranheza se transformou em admiração e, na prática, abriu caminho para outras funções.É fluente em francês, inglês, alemão e espanhol.Formou-se em Direito pela UNB, sendo a época o único negro da faculdade.Passou nos concursos de:- Oficial da Chancelaria,- Advogado do Serviço Federal,- Procurador da República,- Professor da Universidade do Rio de Janeiro.- Ahh, ele toca piano e violino desde os 16 anos de idade.Não precisou de cotasPrecisou de vontade e luta!Esse é o verdadeiro herói...E é brasileiro!

domingo, 7 de outubro de 2012

Tudo Mudou!!!




Tudo Mudou.

Nascemos nos anos 30, 40 e 50... Foi barra para mudar todos os conceitos de várias gerações. Faz apenas 50 anos que apareceu a televisão, o chuveiro elétrico, a declaração dos direitos humanos e a revista Playboy. Casar era pra sempre, sustentar filhos era somente até quando eles conseguissem emprego, as certezas duravam a vida toda e os homens eram os primeiros a serem servidos à mesa do jantar.As avós eram umas velhinhas, hoje, essas mulheres de 40 ou 50 anos viraram um "mulherão". Todos nos vestimos como nossos filhos. Não existem mais velhos como antigamente. Essa foi uma geração que mudou tudo.Culpa da guerra, da pílula, da Internet, da globalização, do muro de Berlim, da televisão e da tecnologia. Até morrer ficou diferente. Na minha rua havia um velhinho que morria aos poucos. Ficou uns dez anos morrendo e isto aconteceu logo depois de completar 57 anos. Hoje se morre com 80 ou aos 90 e é um vapt-vupt. Com a pílula, a mulher teve os filhos que quis e ela sempre quis poucos. Como não conseguimos mais sustentar uma família, elas foram à luta e saíram para poder pagar a comida congelada, a luz e o telefone. Se a coisa não vai bem: é fácil a separação, difícil é pagar a pensão. Na realidade, as mães são solteiras com doze anos. Depois serão chefes de família, com muitos filhos de muitos pais. Em 50 anos tiraram a filosofia da educação básica, e como o pensamento era reprimido pela revolução, tudo virou libertação. Pedagogia da libertação, Teologia da libertação, Psicologia da libertação. Deu no que deu. Burrice liberada. Burrice eleita. Para as pessoas de mais de 50 anos, palhaço era o Carequinha. Hoje o povo inteiro é meio palhaço, meio pateta. Ladrão era o Meneghetti e o Bandido da Luz Vermelha; hoje os ladrões tomaram conta dos palácios, da Câmara Federal e de uma cidade que não existia, chamada Brasília. Ângela Guadagnin dançaria só na zona do baixo meretrício. Presidente da República era alfabetizado. Experiência com feijão e algodão germinando a gente fazia na escola primária e não em vôo espacial, pago a 12 milhões de dólares. Movimento social era reunião dançante. Dia da mentira não era data nacional. Piercing quem usava era índio botocudo. Tatuagem era em criminoso do bas fond. Mansão do lago era algo de filme de terror e não lugar onde ministro divide dinheiro. Caseiro não era mais ético do que ministro. Quadrilha era dança junina e não razão de existir de partido político. O Clube dos Cafajestes eram uns inofensivos playboys cariocas e não um País inteiro. As pessoas de mais de 50 estão assim meio tontas, mas vão levando. Fumaram e deixaram de fumar. Beberam whisky com muito gelo, hoje tomam água mineral. Foram marxistas até descobrir quem eram Harpo, Chico e Groucho, e que o marxismo é um grande engodo. Ninguém tem mais certeza de mais nada e a única música dos Beatles a tocar é "Help". Pára Brasil, que os caras de mais de 50 anos querem descer!!! Ao ler esta mensagem dá um aperto no coração só de pensar que tudo isso é verdade! Que a nossa realidade está de fazer vergonha! E o pior, será que alguém sabe o que é "vergonha"?( Autor desconhecido ).

sábado, 6 de outubro de 2012

Desenho animado!!

FILME RARO EM HOMENAGEM AO RIO DE JANEIRO

DESENHO ANIMADO DE 1950: uma verdadeira raridade!
Respondendo a um pedido do governo Americano que 
buscava a todo custo uma aproximação com o Brasil,WALT DISNEY criou (entre outros) este curta metragem antológico.
Era o fim da 2ª grande guerra mundial e o governo americano temia que o Brasil pudesse se tornar um país comunista.
Esta pequena maravilha foi criada no início dos anos 50, inteiramente à mão, sem computadores nem outrotipo de ajuda como os efeitos especiais do cinema de hoje em dia.
 
CLICAR NO LINK ABAIXO E AUMENTAR O SOM.
 
http://www.youtube.com/watch_popup?v=_mQHr8bAojU&vq=small
 

domingo, 30 de setembro de 2012

Primavera!!!!

Com a chegada da Primavera, um dos insectos que vais ver mais vezes é a borboleta. Embora nos dê sempre vontade de correr atrás delas e tentar apanhá-las, é importante que não te esqueças que qualquer bicho, por mais bonito que seja, precisa de seguir o seu caminho e não nasceu para ser fechado em frascos ou caixinhas para se olhar para eles até que acabem por morrer.

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Affonso Romano de Sant Anna




Hj recebemos flores e este lindo de texto de Affonso Romano de Sant'anna escrito em 1987 de um amigo pelo qual temos um inoxidável carinho. Resolvi compartilhar... 'Antes que elas cresçam'Affonso Romano de Sant'AnnaHá um período em que os pais vão ficando órfãos dos próprios filhos. É que as crianças crescem. Independentes de nós, como árvores, tagarelas e pássaros estabanados, elas crescem sem pedir licença. Crescem como a inflação, independente do governo e da vontade popular. Entre os estupros dos preços, os disparos dos discursos e o assalto das estações, elas crescem com uma estridência alegre e, às vezes, com alardeada arrogância. Mas não crescem todos os dias, de igual maneira; crescem, de repente. Um dia se assentam perto de você no terraço e dizem uma frase de tal maturidade que você sente que não pode mais trocar as fraldas daquela criatura. Onde e como andou crescendo aquela danadinha que você não percebeu? Cadê aquele cheirinho de leite sobre a pele? Cadê a pazinha de brincar na areia, as festinhas de aniversário com palhaços, amiguinhos e o primeiro uniforme do maternal? Ela está crescendo num ritual de obediência orgânica e desobediência civil. E você está agora ali, na porta da discoteca, esperando que ela não apenas cresça, mas apareça. Ali estão muitos pais, ao volante, esperando que saiam esfuziantes sobre patins, cabelos soltos sobre as ancas. Essas são as nossas filhas, em pleno cio, lindas potrancas. Entre hambúrgueres e refrigerantes nas esquinas, lá estão elas, com o uniforme de sua geração: incômodas mochilas da moda nos ombros ou, então com a suéter amarrada na cintura. Está quente, a gente diz que vão estragar a suéter, mas não tem jeito, é o emblema da geração. Pois ali estamos, depois do primeiro e do segundo casamento, com essa barba de jovem executivo ou intelectual em ascensão, as mães, às vezes, já com a primeira plástica e o casamento recomposto. Essas são as filhas que conseguimos gerar e amar, apesar dos golpes dos ventos, das colheitas, das notícias e da ditadura das horas. E elas crescem meio amestradas, vendo como redigimos nossas teses e nos doutoramos nos nossos erros. Há um período em que os pais vão ficando órfãos dos próprios filhos. Longe já vai o momento em que o primeiro mênstruo foi recebido como um impacto de rosas vermelhas. Não mais as colheremos nas portas das discotecas e festas, quando surgiam entre gírias e canções. Passou o tempo do balé, da cultura francesa e inglesa. Saíram do banco de trás e passaram para o volante de suas próprias vidas. Só nos resta dizer “bonne route, bonne route”, como naquela canção francesa narrando a emoção do pai quando a filha oferece o primeiro jantar no apartamento dela. Deveríamos ter ido mais vezes à cama delas ao anoitecer para ouvir sua alma respirando conversas e confidências entre os lençóis da infância, e os adolescentes cobertores daquele quarto cheio de colagens, posteres e agendas coloridas de pilô. Não, não as levamos suficientemente ao maldito “drive-in”, ao Tablado para ver “Pluft”, não lhes demos suficientes hambúrgueres e cocas, não lhes compramos todos os sorvetes e roupas merecidas. Elas cresceram sem que esgotássemos nelas todo o nosso afeto. No princípio subiam a serra ou iam à casa de praia entre embrulhos, comidas, engarrafamentos, natais, páscoas, piscinas e amiguinhas. Sim, havia as brigas dentro do carro, a disputa pela janela, os pedidos de sorvetes e sanduíches infantis. Depois chegou a idade em que subir para a casa de campo com os pais começou a ser um esforço, um sofrimento, pois era impossível deixar a turma aqui na praia e os primeiros namorados. Esse exílio dos pais, esse divórcio dos filhos, vai durar sete anos bíblicos. Agora é hora de os pais na montanha terem a solidão que queriam, mas, de repente, exalarem contagiosa saudade daquelas pestes. O jeito é esperar. Qualquer hora podem nos dar netos. O neto é a hora do carinho ocioso e estocado, não exercido nos próprios filhos e que não pode morrer conosco. Por isso, os avós são tão desmesurados e distribuem tão incontrolável afeição. Os netos são a última oportunidade de reeditar o nosso afeto. Por isso, é necessário fazer alguma coisa a mais, antes que elas cresçam.

Por que os homens raramente estão deprimidos!!!



POR QUE OS HOMENS RARAMENTE ESTÃO DEPRIMIDOS... Ø Não engravidam. Ø Os mecânicos não mentem pra eles... Ø Nunca precisam procurar outro posto de gasolina para achar um banheiro limpo. Ø Rugas são traços de caráter... Ø Barriga é prosperidade... Ø Cabelos brancos são charme... Ø Ninguém fica encarando os peitos deles quando estão falando. Ø Os sapatos não lhes machucam os pés. Ø As conversas ao telefone duram apenas 30 segundos. Ø Para férias de 5 dias, apenas precisam de uma mochila. Ø Se outro aparecer na mesma festa usando uma roupa igual, não há problema. Ø Cera quente não chega nem perto. Ø Ficam assistindo a TV com um amigo, em total silêncio, por muitas horas, sem ter que pensar: "Deve estar cansado de mim." Ø Se alguém se esquece de convidá-los para alguma festa, ainda assim vai continuar sendo seu amigo. Sua roupa íntima custa no máximo 20 reais (em pacote de 3) Ø Três pares de sapatos são mais que suficientes! (verdade) Ø São incapazes de perceber que a roupa está amassada. Ø Seu corte de cabelo pode durar anos, aliás, décadas. Ø Meia dúzia de cervejas e um jogo de futebol na televisão são o suficiente para extrema felicidade. Mesmo tendo várias camisas, usam sempre as de cima. Ø Podem deixar crescer o bigode. Ø Se um amigo chamá-lo de gordo, careca, bicha velha etc, não se abala... Aliás, é prova de grande amizade. Conseguem usar o computador com o som e a TV ligados ao mesmo tempo; e se divertirem com isso. Adoram receber os amigos em casa para um bate-papo, um futebol, ou mesmo sem motivo algum. Sair na noite de sexta, às 19:00h para um barzinho, é um super-programa. Ø Podem comprar os presentes de Natal para 25 pessoas, no dia 24 de dezembro, em 25 minutos!

domingo, 16 de setembro de 2012

A era do compacto!!



A era do compacto

Estava num avião, voando do Rio para Porto Alegre. Ao meu lado, um casal. Ele lia Retrato em Sépia, de Isabel Allende. No finalzinho da viagem, fechou o livro e fez o seguinte comentário pra esposa: “Por mim, os livros não precisariam ter este número tão grande de páginas, um resumo da história estaria mais do que bom”.

Há quem escolha o livro pelo número de páginas. Se tiver mais que 200, não chega nem perto. Livrão: taí uma coisa que não me inibe. É bem verdade que um tijolaço não é lá muito agradável de segurar, mas nada impede que seja devorado com prazer. No entanto, é uma exceção que abro para a literatura. Para quase todo o resto, sou fã dos compactos.

Cinema, por exemplo. Não entendo porque esta mania agora de filme com três horas de duração. Dá pra imaginar o Woody Allen precisando de três horas para dar seu recado? Era tão bom quando os filmes duravam no máximo duas. Sessões às 14h, 16h, 18h, 20h. Agora as sessões começam nos horários mais esdrúxulos: 14h10min, 17h25min, 20h50min. E o troço não termina nunca.

Peça de teatro, nem me fale. Deveria ser lei: não durar mais do que 90 minutos – que o Zé Celso Martinez Correa não me ouça. Gosto muito de teatro, mas também gosto muito de jantar. Em tempo: tampouco gosto de me estender demais nos restaurantes. Não gosto de me estender em festas. Não gosto de me estender demais fora da minha casa e fora da minha rotina. Não gosto de nada que extrapole o tempo regulamentar do meu humor e da minha capacidade de simpatia.

Reconheço que nada do que estou dizendo é digno de aplauso. Manda a etiqueta não se apressar, usufruir de tudo com calma, dar tempo para que as coisas se desenvolvam. Na teoria, concordo. Na prática, sou menos paciente. Não lido bem com situações que se arrastam, com falta de objetividade, com rodeios. Fico nervosa com gente que fala muito pausadamente e leva 10 minutos pra dizer o que poderia ser dito em três. Pessoas que perdem horas ao telefone sem chegar logo ao ponto. Música que repete a exaustão o estribilho. Eu cortaria uns quatro “lá lá lá lá, hey, Jude...” no final da música homônima dos Beatles. Que heresia: sobrou até para os Beatles.

E o que dizer de um palestrante que ama a própria voz? E e-mails do tamanho de teses de mestrado? E teses de mestrado? E novelas? Alguém me explica por que ainda fazem novelas que duram oito meses?

Estou dando a impressão de que fui abduzida por esse mundo que não enaltece o prazer, que não se entrega à reflexão, que não curte as travessias. Mas a verdade é que eu ainda me regalo – e muito – com prazeres, reflexões e travessias, sem achar que para isso é necessário que elas me esgotem, que me obriguem a chegar na outra margem sem fôlego.

Para provar que não sou um caso totalmente perdido, algumas coisas ainda aprecio que sejam longas, como as amizades, as caminhadas, as conversas em volta da mesa, nosso tempo de vida... E uma boa transa, claro.

Já sexo tântrico é outro exagero. Cinco horas pra atingir o orgasmo? Esse pessoal não tem que trabalhar no dia seguinte?
Martha Medeiros

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Voltem para o Açúcar....antes que seja tarde!

Voltem para o AÇÚCAR... antes que seja tarde! É BOM SABER. PELO SIM OU PELO NÃO. Utilidade pública. voltem p/ o açucar!!! LEIAM POR FAVOR É MUITO IMPORTANTE MESMO!! Jorge Jacinto - Terapeuta Naturista _FIQUEM ATENTOS_ Voltem para o velho e bom açúcar, que no Brasil há mais de 500 anos alimenta a nossa população e nossos antepassados não apresentavam esses sintomas das doenças "modernas" . Passei alguns dias falando na CONFERÊNCIA MUNDIAL DE MEIO AMBIENTE a respeito do ASPARTAME, conhecido como Nutrasweet, Equal, Zerocal, Finn e Spoonful. Eles anunciaram que existia uma epidemia de Esclerose Múltipla e Lúpus sistêmico, e não entendiam que toxina estava fazendo com que essas doenças assolassem os Estados Unidos tão rapidamente. Eu expliquei que estava lá para falar exatamente sobre este assunto. ALZHEIMER, MAL DO ADOÇANTE. Artigo escrito pela Dra. Mancy Marckle. Quando a temperatura excede 30º C, o álcool contido no ASPARTAME se converte em formaldeído e daí para ácido fórmico (o ácido fórmico é o veneno das formigas), que provoca acidose metabólica. A toxicidade do metanol imita a esclerose múltipla e as pessoas recebem diagnóstico errado de esclerose múltipla. A Esclerose múltipla não se constitui em sentença de morte, mas a toxicidade do metanol sim. No caso do Lúpus sistêmico, estamos percebendo que é quase tão grave quanto a esclerose múltipla, especialmente em USUÁRIOS DE DIET COKE E DIET PEPSI. Nos casos de Lúpus sistêmicocausado peloASPARTAME, a vítima geralmente não sabe que o Aspartame é a causa de sua doença e continua com seu uso, agravando o lúpus a um grau tão intenso que algumas vezes ameaça a vida. Quando interrompemos o uso do Aspartame, as pessoas que tinham lúpus ficam assintomáticas. Em uma conferência eu disse: 'Se você está usando ASPARTAME (Nutrasweet, Equal, e Spoonful, etc.) e sofre de sintomas comofibromialgia, espasmos, dores, formigamento nas pernas, câimbras, vertigem, tontura, dor de cabeça, zumbido no ouvido, dores articulares, depressão, ataques de ansiedade, fala atrapalhada, visão borrada ou perda de memória - você provavelmente tem a DOENÇA DO ASPARTAME! As pessoas começaram a pular durante a palestra dizendo: Eu tenho isto, é reversível? É impressionante. Há um tempo houve Audiências no Congresso dos EUA incluindo o aspartame em 100 produtos diferentes. Nada foi feito. Os lobbies da droga e da indústria química têm bolsos muito profundos. Agora existem mais de5000 produtos contaminados com este produto químico, e a patente expirou. Na época da primeira audiência, as pessoas estavam ficando cegas. O metanol no aspartame se converte em formaldeído na retina do olho. Formaldeído é do mesmo grupo das drogas como cianeto e arsênico - Venenos mortais! Infelizmente, leva muito tempo para matar, mas está matando as pessoas e causando todos os tipos de problemas neurológicos. O Aspartame muda a química do cérebro. É a causa de diversos tipos de ataque. Esta droga muda os níveis de dopamina no cérebro. Imagine o que acontece com os pacientes que sofrem de Doença de Parkinson? Também causa malformações fetais. Não existe nenhuma razão para se utilizar este produto. NÃO É UM PRODUTO DIETÉTICO! Os anais do congresso dizem: ele faz você desejar carboidratos e faz engordar. Dr. Roberts viu que quando ele interrompeu o uso do Aspartame a perdade peso foi de 9,5 kg por pessoa. O formaldeído se armazena nas células adiposas, principalmente nos quadris e coxas. O Aspartame é especialmente mortal para os diabéticos. O Dr. H.J. Roberts, especialista diabético e perito mundial em envenenamento pelo Aspartame, escreveu um livro entitulado: DEFESA CONTRA A DOENÇA DE ALZHEIMER www.sunsentpress.com/defenseAgainstAlzheimers.html Dr. Roberts conta como o envenenamento pelo Aspartame está relacionado à doença de Alzheimer. E realmente está. Mulheres de 30 anos estão sendo internadas com Alzheimer. Dr. Russell Blaylock e Dr. Roberts estão escrevendo uma carta-posição com alguns casos relatados e vão colocá-la na Internet. PEDIMOS QUE VOCÊ SE ENGAJE TAMBÉM. Imprima este artigo e avise todas as pessoas que você conhece. TIRE TUDO O QUE CONTÉM ASPARTAME DO ARMÁRIO E JOGUE NO LIXO. Eu asseguro que A MONSANTO, A CRIADORA DO ASPARTAME - SABE COMO ELE É MORTAL. ELES FINANCIAM A ASSOCIAÇÃO AMERICANA DE DIABETES, A ASSOCIAÇÃO AMERICANA DE DIETÉTICA, O CONGRESSO E A CONFERÊNCIA DO COLÉGIO AMERICANO DE MEDICINA. O New York Times, em 15 de Novembro de 1996, publicou um artigo a respeito de como a Associação Americana de Dietética recebe dinheiro da indústria Alimentícia para endossar seus produtos. Por isso, eles não podem criticar aditivos ou falar a respeito de sua ligação com a MONSANTO. A que ponto chega isso? Dissemos a uma mãe cujo filho estava usando Nutrasweetpara interromper o uso do produto. A criança estava tendo convulsões diárias. Ela suspendeu o uso do produto e em poucos dias a criança ficou boa. Repasse para seus amigos e parentes para que eles saibam a que estão expostos com o uso desses venenos modernos. É SURPREENDENTE COMO O PODER DO DINHEIRO SUPLANTA A AÇÃO DOS ÓRGÃOS PÚBLICOS DE DEFESA DA POPULAÇÃO E PERMITEM QUE GRUPOS CAPITALISTAS PODEROSOS COMERCIALIZEM PRODUTOS COMO OS ACIMA CITADOS.

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Esses Ingleses não sabem de nada!!!!


Esses Ingleses não sabem de nada!

(Publicado em 08/08/2012 às 18h27 Coluna do Heródoto Barbero) Não temos o que aprender com os Jogos Olímpicos de Londres. Eles é que tem que aprender conosco. Não foram capazes de gastar toda a verba que o governo destinou para as construções. Devolveram dinheiro para os cofres públicos. São uns incompetentes, não sabem montar uma concorrência pública de forma que ganha a empresa que pagar a maior propina. Não sabem sequer identificar a empreiteira dos amigos, ou aquela que tem um bom caixa dois para injetar dinheiro nas campanhas e no bolso de alguns. Ou a outra que levou governador e esposa para passear em Paris. Os britânicos desconhecem o instituto do aditivo, ou seja, daquelas novas exigências fictícias que proporcionam aumento substancias nos valores pagos. Têm muito a aprender e nada a ensinar. Nem mesmo aquela história da pontualidade britânica. Ela é lesiva aos interesses dos que querem levar algum. Entregaram os estádios e as obras de infraestrutura antes do prazo. Um absurdo. Desta forma não dá para declarar emergência e dispensar a licitação pública porque tudo ficou para a undécima hora. São uns quadradões, orientados pelo Big Bem, e com isso não desenvolvem o jeitinho brasileiro, uma das nossas instituições nacionais. É por isso que foram ultrapassados por nós como a quinta maior economia do mundo. Os britânicos não entendem nada de logística. Fecharam algumas faixas de tráfego, as lanes, para que os veículos possam chegar nos lugares de competição ou nos centros de imprensa. Um desperdício, pintaram as faixas com os anéis olímpicos e alertas que só veículos credenciados podem passar. E os bobocas respeitam. Quem não respeitou pagou uma multa de 130 libras, e nem foi na delegacia de trânsito para alguém quebrar a multa. Não têm criatividade. Não conhecem aqueles carros de polícia pirata, que compram equipamento e põem no carro e se disfarçam de veículos oficiais. Todo mundo sai da frente, para que o pseudo policial passe. Esses ingleses são mesmo um moleirões, não entendem nada de organização de grande eventos. E não aprendem, já sediaram os Jogos Olímpicos três vezes. Até o ônibus chega na hora, é uma chatice. Até permitiram que astros do basquete americano usassem o metrô. Nem cuidar dos amigos sabem. O prefeito de Londres é um bonachão. Tem cara de honesto, daqueles que a gente compraria uma bicicleta usada. Talvez por isso a cidade tem muitos pontos com bicicletas públicas que qualquer um pode alugar, usar e deixar em outro estacionamento. Ainda por cima devolvem. Nem depenar uma bike eles sabem. O prefeito se desloca de metrô como se fosse um mortal como outro qualquer, não sabe usar a importância do cargo para desfilar com um carro oficial, com placa Executivo Municipal 001. Nem isso. Motorista particular, batedores, puxa sacos de toda a espécie dão um status melhor para quem governa uma cidade. Abrir mão disso é perder o respeito da população acostumada a ver o alcaide com pompa e circunstância. Por essa e por outra o Brasil não tem nada que aprender com os britânicos em termos de organização de grandes eventos. Em 2016 vão poder aprender conosco.

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Saudade




Saudade...Neste momento é o que sentimos...é o que sinto...Saudade tua... saudade da tua presença.Saudade das tuas palavras, do teu carinho.Saudade daquela pessoa que sempre tive o prazer de chamar 'mãe'.Mãe que outrora tive, agora não tenho mais.Saudade das nossas conversas... saudade do teu sorriso, da tua alegria, dos teus ensinamentos, da tua sabedoria...Sentia-me bem ao teu lado, segura e protegida.Sinto imensa saudade desse amparo de outrora...Hoje não tenho mais esse abrigo... Agora, sinto imensamente a tua falta, mãe...Tudo passou, não existe mais... e sei que essas circunstâncias jamais se repetirão, porque esse tempo já se foi!Hoje o que resta? Nada...não resta nada que não seja essa saudade que embrenhou-se em mim.Apenas lembranças que para sempre irão ficar...Gratas lembranças!Saudade... quanta saudade de ouvir tua voz... de quando, na existência de algum perigo, quando manifestava meus receios, você segurava minha mão, me protegia, me consolava...Nos últimos tempos, tentava eu te proteger...mas fica aquele sentimento de que poderia ter feito mais e melhor...São muitos detalhes inesquecíveis.Saudade, mãe...Tu foste... eu fiquei...Hoje, minha mãe Maria, minha doce Madá, nos perdemos no tempo, no espaço, em caminhos diferentes...Mesmo assim... até sempre... na eternidade... minha amada mãe.
Claudete

Victor Molev - - Cuadros espectaculares


quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Sei que esse assunto já está batido, mas acho que vale a pena ser lembrado.



Dr. Ernesto Artur - Cardiologista DOZE CONSELHOS PARA VOCÊ NÃO TER UM INFARTO Quando publiquei estes conselhos em meu site, recebi uma enxurrada de e-mails, até mesmo do exterior, dizendo que isto lhes serviu de alerta. São eles: 1. Não cuide de seu trabalho antes de tudo. As necessidades pessoais e familiares são prioritárias. 2. Não trabalhe aos sábados o dia inteiro e, de maneira nenhuma, trabalhe aos domingos. 3. Não permaneça no escritório à noite e não leve trabalho para casa e/ou trabalhe até tarde. 4. Ao invés de dizer "sim"a tudo que lhe solicitarem, aprenda a dizer "não". 5. Não procure fazer parte de todas as comissões, comitês, diretorias, conselhos e nem aceite todos os convites para conferências, seminários, encontros, reuniões, simpósios etc. 6. Se dê ao luxo de um café da manhã ou de uma refeição tranquila. Não aproveite o horário das refeições para fechar negócios ou fazer reuniões importantes. 7. Pratique esportes. Faça ginástica, natação, caminhe, pesque, jogue bola ou tênis. 8. Tire férias sempre que puder, você precisa disso. Lembre-se que você não é de ferro. 9. Não centralize todo o trabalho em você, não é preciso controlar e examinar tudo para ver se está dando certo... Aprenda a delegar. 10. Se sentir que está perdendo o ritmo, o fôlego e pintar aquela dor de estômago, não tome logo remédios, estimulantes, energéticos e anti-ácidos. Procure um médico. 11. Não tome calmantes e sedativos de todos os tipos para dormir. Apesar deles agirem rápido e serem baratos, o uso contínuo fazem mal à saúde. 12. E por último, o mais importante: permita-se a ter momentos de oração, meditação, audição de uma boa música e reflexão sobre sua vida. Isto não é só para crédulos e tolos sensíveis; faz bem à vida e à saúde. IMPORTANTE: OS ATAQUES DE CORAÇÃO Uma nota importante sobre os ataques cardíacos. Há outros sintomas de ataques cardíacos, além da dor no braço esquerdo. Há também, como sintomas vulgares, uma dor intensa no queixo, assim como náuseas e suores abundantes. Pode-se não sentir nunca uma primeira dor no peito, durante um ataque cardíaco. 60% das pessoas que tiveram um ataque cardíaco enquanto dormiam, não se levantaram. Mas a dor no peito, pode acordá-lo de um sono profundo. Se assim for, dissolva imediatamente duas Aspirinas na boca e engula-as com um bocadinho de água. Ligue para Emergência (192, 193 ou 190) e diga ''ataque cardíaco'' e que tomou 2 Aspirinas. Sente-se numa cadeira ou sofá e force uma tosse, sim forçar a tosse, pois ela fará o coração pegar no tranco; tussa de dois em dois segundos, até chegar o socorro.. NÃO SE DEITE !!!!

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Rostos famosos numa pintura





Historical Painting with Wikipedia Links & Mouse Over TaggingChinese Artists Dai Dudu, Li Tiezi, and Zhang An, 2006, oil on canvas Uma pintura a óleo de 100 personagens históricos é uma das mais recentes sensações da internet.Figuras que vão desde Fidel Castro para Shirley Temple são retratados em grande escala 20 'x 8,5' (6m x 2,6 m) obra intitulada "Discutindo a Comédia Divina com Dante." Três faces adicionais - empurrando-se a contagem de faces na pintura a 103 - pertencem aos próprios artistas. De Telegraph : http://chinadigitaltimes.net/ Veja mais nesse site..

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Pessoas

Há pessoas desagradáveis apesar das suas qualidades e outras encantadoras apesar dos seus defeitos.

François La Rochefoucauld
Se a liberdade significa alguma coisa, será sobretudo o direito de dizer às outras pessoas o que elas não querem ouvir.
Há pessoas que nos falam e nem as escutamos, há pessoas que nos ferem e nem cicatrizes deixam mas há pessoas que simplesmente aparecem em nossas vidas e nos marcam para sempre.


quinta-feira, 26 de julho de 2012

Iris Scott Fingerpainting -- Jumping Girl -- (Music by Takenobu)






Sobre mim? Eu sou um pintor trabalhando em tempo integral e óleo de amá-la. Em 2009 me deparei com uma maneira diferente de pintar - pintura a dedo. Eu não usei pincéis, desde então, acho que é mais fácil de aplicar partes mais espessas de óleos ooey pegajosos, desta forma, mais eu gosto de ter mais de um ponto de contato.Assista ao vídeo de pintura com os dedos em ação aqui:http://www.youtube.com/watch?v=iZY0AZOFyDM

Iris Scott Fingerpainting -- Dog Shaking (Music by Takenobu)

domingo, 22 de julho de 2012

Gente light!!!

Gente light

Vou ao supermercado e observo o crescimento do setor de dietéticos. Abro revistas e me deparo com as exigencias de ter um corpo esbelto. As clínicas de cirurgia plástica estão com a agenda lotada de homens e mulheres esperando sua vez para lipoaspirar, contar, reduzir. A sociedade toda conspira a favor da magreza, e de certo modo isso é positivo, sem magro faz bem para a auto-estima e para a saúde. Mas não tenho visto ninguém estimular outro tipo de dieta igualmente necessária para o bem estar da população. Encontro suco light, chocolate light, iogurte light, mas pessoas light é raridade.
Muita gente se preocupa em ser magro, mas não se preocupa em ser leve. Tem criaturas aí pesando 48 quilos e é um chumbo. São aqueles que vivem se queixando. Possuem complexo de perseguição, acham que o planeta inteiro está contra eles. Não se dão conta de sua arrogância, possuem a certeza de que são a razão da existência do universo. Estão sempre dispostos a fazer uma piadinha maldosa, uma fofoquinha desabonadora sobre alguém. Ressintidos, puxam o tapete dos outros para se manter em pé. Não conseguem ver graça em nada, não relevam as chatices domuns do dia-a-dia, levam tudo demasiadamente a sério. são patrulhadores, censores, carregam as dores do mundo nas costas. Magrinhos, é verdade. Mas que gente pesada.
Ser minimalista todo mundo acha moderno, mas ser leve - cruzes! - parece pecado mortal. Os leves, segundo os pesados, não têm substância, não têm profundidade, não têm consciência intelectual: não são leves, e sim levianos. Os pesados não conseguem fechar o zíper das suas roupas de tanto preconceito saltando pra fora.
Não bastasse a carga tributária, a violência, a burocracia e a corrupção, ainda temos que enfrentar pessoas rudes, sem a menor vocação para se divertir. Diversão - segundo os pesados, mais uma vez - é algo alienante e sem serventia. Eles não entendem como alguém pode extrair prazer de coisas sérias como trabalho e família. Não entendem como é que tem gente que consegue viver sem armar barracos e criar problemas.
Eu proponho uma campanha de saúde pública: vamos ser mais bem-humorados, mais desarmados. Podemos ser cidadãos sérios e responsáveis e, ao mesmo tempo, leves. Basta agir com delicadeza, soltura, autenticidade, sem obediência cega às convenções, aos padrões, ao patrões. Um pouco mais de jogo de cintura, de criatividade, de respeito às escolhar alheias. Vamos deixar para sofrer pelo que é realmente trágico, e não por aquilo que é apenas um incômodo, senão fica impraticável atravessar os dias.
Dores de amor, falta de grana e angústias existenciais são contingências da vida, mas você não precisa soterrar os outros com seus lamentos e más vibrações. Sustente seu próprio fardo e esforce-se para aliviá-lo. Emagreça onde tem que emagrecer: no espírito, no humor. E coma de tudo, se isso ajudar.
Muita gente se preocupa em ser magro, mas não se preocupa em ser leve. Tem criaturas aí pesando 48 quilos e é um chumbo. São aqueles que vivem se queixando. Possuem complexo de perseguição, acham que o planeta inteiro está contra eles. Não se dão conta de sua arrogância, possuem a certeza de que são a razão da existência do universo. Estão sempre dispostos a fazer uma piadinha maldosa, uma fofoquinha desabonadora sobre alguém. Ressintidos, puxam o tapete dos outros para se manter em pé. Não conseguem ver graça em nada, não relevam as chatices domuns do dia-a-dia, levam tudo demasiadamente a sério. são patrulhadores, censores, carregam as dores do mundo nas costas. Magrinhos, é verdade. Mas que gente pesada.Ser minimalista todo mundo acha moderno, mas ser leve - cruzes! - parece pecado mortal. Os leves, segundo os pesados, não têm substância, não têm profundidade, não têm consciência intelectual: não são leves, e sim levianos. Os pesados não conseguem fechar o zíper das suas roupas de tanto preconceito saltando pra fora.Não bastasse a carga tributária, a violência, a burocracia e a corrupção, ainda temos que enfrentar pessoas rudes, sem a menor vocação para se divertir. Diversão - segundo os pesados, mais uma vez - é algo alienante e sem serventia. Eles não entendem como alguém pode extrair prazer de coisas sérias como trabalho e família. Não entendem como é que tem gente que consegue viver sem armar barracos e criar problemas.Eu proponho uma campanha de saúde pública: vamos ser mais bem-humorados, mais desarmados. Podemos ser cidadãos sérios e responsáveis e, ao mesmo tempo, leves. Basta agir com delicadeza, soltura, autenticidade, sem obediência cega às convenções, aos padrões, ao patrões. Um pouco mais de jogo de cintura, de criatividade, de respeito às escolhar alheias. Vamos deixar para sofrer pelo que é realmente trágico, e não por aquilo que é apenas um incômodo, senão fica impraticável atravessar os dias.Dores de amor, falta de grana e angústias existenciais são contingências da vida, mas você não precisa soterrar os outros com seus lamentos e más vibrações. Sustente seu próprio fardo e esforce-se para aliviá-lo. Emagreça onde tem que emagrecer: no espírito, no humor. E coma de tudo, se isso ajudar.
Martha Medeiros

sábado, 21 de julho de 2012

O Marajá e a colher de azeite!!!!

 O MARAJÁ E A COLHER DE AZEITE 


"Era uma vez um jovem que foi até o palácio de um marajá (na época em que os marajás eram os sábios) e perguntou a ele qual a fórmula para ser  feliz e rico igual a ele.
O marajá, em vez de responder, propôs um desafio ao jovem: 'Vou encher uma colher com azeite e você vai percorrer todos os cantos deste palácio, mas não deixe derramar uma gota de azeite sequer'. O jovem 
saiu então com a colher na mão, andando com passos pequenos, olhando fixamente para a colher e segurando com tanta força que ficou cansado. Ao voltar, orgulhoso por ter conseguido, mostra a colher ao marajá, que pergunta se ele viu os belíssimos quadros que estão nas paredes do palácio, se ele viu os jardins e as piscinas maravilhosas que estavam pelo caminho. Sem entender muito o porquê disso tudo, o jovem respondeu que não, e o marajá disse: 'Dessa forma você nunca encontrará a sabedoria. Vivendo só para cumprir suas obrigações, sem usufruir as maravilhas do mundo, você nunca será um sábio'. Em seguida, pediu para o jovem repetir a tarefa, mas que desta vez observasse tudo pelo caminho. E lá foi o rapaz com a colher na mão, olhando e se encantando com tudo. Esqueceu-se da colher e passou a observar os quadros, os jardins, os pássaros... Ao voltar, o marajá pergunta se ele viu tudo e o jovem, extasiado, diz que sim. O marajá pede que ele mostre a colher e o jovem percebe que derramou todo o conteúdo pelo caminho. E o marajá diz: "A felicidade é conseguir aproveitar as maravilhas do mundo mas sem deixar o azeite cair da colher, ou seja sem deixar de cumprir as obrigações!"

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Dia do amigo!!

Um dia a maioria de nós irá se separar. Sentiremos saudades de todas as conversas jogadas fora, as descobertas que fizemos, dos sonhos que tivemos, dos tantos risos e momentos que compartilhamos... Saudades até dos momentos de lágrima, da angústia, das vésperas de finais de semana, de finais de ano, enfim... do companheirismo vivido... Sempre pensei que as amizades continuassem para sempre... Hoje não tenho mais tanta certeza disso. Em breve cada um vai pra seu lado, seja pelo destino, ou por algum desentendimento, segue a sua vida, talvez continuemos a nos encontrar, quem sabe... nos e-mails trocados... Podemos nos telefonar... conversar algumas bobagens. Aí os dias vão passar... meses... anos... até este contato tornar-se cada vez mais raro. Vamos nos perder no tempo... Um dia nossos filhos verão aquelas fotografias e perguntarão: Quem são aquelas pessoas? Diremos que eram nossos amigos. E... isso vai doer tanto!!! Foram meus amigos, foi com eles que vivi os melhores anos de minha vida! A saudade vai apertar bem dentro do peito. Vai dar uma vontade de ligar, ouvir aquelas vozes novamente... Quando o nosso grupo estiver incompleto... nos reuniremos para um último adeus de um amigo. E entre lágrima nos abraçaremos... Faremos promessas de nos encontrar mais vezes daquele dia em diante. Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vidinha isolada do passado... E nos perderemos no tempo... Por isso, fica aqui um pedido deste humilde amigo: não deixes que a vida passe em branco, e que pequenas adversidades sejam a causa de grandes tempestades...